sábado, 31 de outubro de 2015

Só o que sinto

Eu tinha esquematizado uma linha de raciocínio para desenvolver em texto aqui. Na mesma rapidez que ele veio, ele sumiu. Agora, tenho mera percepção do que sinto, mas não do que quero falar. Aquele famoso "Não sei o que dizer, só sentir" se encaixa perfeitamente nesse momento. Até porque tem sido assim há um bom tempo. Tanta coisa que venho sentindo, de uma intensidade tão forte, que não sei mais o que falar ou o que fazer acerca, só o que sentir.
De toda forma, eu venho sentindo uma tristeza muito grande. E tudo isso é culpa sua, e você sabe. Você fez tudo errado, transformou tudo o que tínhamos em uma grande dor massacrada por um trator de obras. Você me fez perceber que eu mereço alguém muito melhor que você, mesmo que eu te ame até os ossos.
Eu não queria que as coisas fossem assim. Não queria ter que perceber que a pessoa que eu amo é uma verdadeira escrota e egoísta. Por mais que me doa, eu não posso deixar de pensar e dizer isso: você é egoísta. Todas as coisas que você fez, todas as mentiras que contou, foi tudo egoísmo. E agora seu intercâmbio é puro egoísmo, porque isso é a sua fuga da sua realidade que não lhe parece conveniente. E, enquanto isso, eu ficarei aqui, tendo que colar pedaço por pedaço do meu coração recém partido.
Você estará se divertindo, bebendo, transando, curtindo. Eu estarei aqui, desejando que eu não tenha um ápice depressivo. E a cada festa que você for no final de semana, eu estarei tentando, fracassadamente, colar um novo caco do meu coração, até que ele fique totalmente remendado. Vê as diferenças? Vê o seu egoísmo? Vê que tudo isso é só porque você não quer "perder as oportunidades"? Se você ainda não vê tudo isso, verá na prática.
Mas não espere que eu estarei aqui, com braços abertos ao seu retorno. O primeiro grande passo eu já dei: já reconheci que mereço alguém BEM melhor que você. Alguém que reconheça todos os meus esforços, e que os retribua. O segundo passo também foi dado: admitir para mim mesma que eu PRECISO esquecer você. Estou trabalhando para dar o terceiro. Ainda preciso aceitar o quanto isso vai doer quando você for. Preciso enfrentar essa barra para sair desse poço de lágrimas, dor e sofrimento. E, com isso, seguir minha vida reconstruindo meu coração a base de band-aids.
Mas, por favor, quando você voltar e eu não te quiser, não chore, não sofra. Lembre-se: eu fui rejeitada antes, sei como se sente. E vou poder te dizer: vai passar, por mais que doa. Na grande realidade, vai me doer muito te dizer o grande "Não" que mudará as nossas vidas, mas ele precisará ser dito, cedo ou tarde. Vai me doer muito ver você chorar e sofrer, mas eu sei que vai me doer ainda mais passar por tudo o que tenho passado, pelo resto da minha vida, porque me caiu a ficha que você nunca irá mudar. E se você não mudar, mudo eu.
Eu vou deixar de ser trouxa. Vou passar a me amar mais, tendo mais amor próprio. Se você não me amava o suficiente, porque era egoísta demais, passarei eu a ser um pouco egoísta. Mas um egoísmo bom! Porque eu sei que preciso disso nesse momento. No final das contas, quando você voltar, eu te direi, com muita dor e afinco, mas direi: "You're gonna miss me when I'm gone".

Nenhum comentário:

Postar um comentário