quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sophia queria mais de sua vida. Ela queria mais de tudo. E também queria ser tudo. Tinha o dom da psicologia desde pequena, mas sempre amou ver documentários médicos. Sempre teve o senso de justiça e odiava ver injustiças em sua frente. A única coisa que não gostava era de cálculos, nenhum tipo deles.
Sophia era uma pessoas de poucos amigos, muitos colegas, muitos ciclos de amigos. Se dava bem como todos os tipos de pessoas. Mas, mesmo assim, ela se sentia sozinha. Nesses momentos, pegava seu playlist e o colocava para tocar. A música fazia com que ela esquecesse o mundo seu redor.
O que seria Sophia sem a música, então? Um mero "éter" como tinham definido os cientistas na Física Moderna. A música era necessária à Sophia. E sem ela... it was not yellow.

Nenhum comentário:

Postar um comentário